Benefícios do tremoço, você sabe quais são?

O tremoço é uma planta que cresce bem em solo arenoso  (sob clima mediterrâneo) e tem sido usado muitas vezes como um substituto da soja.

Suas vantagens são:

  1. Fonte concentrada de proteína e energia;
  2. Não tem nenhum fator antinutricional (inibidores de tripsina);
  3. Não apresenta necessidade de tratamento térmico;
  4. Contém polissacarídeos sem amido (NSP);
  5. Conteúdo de proteína do grão é muito alto e pode constituir mais da metade do seu peso total.

Benefícios do tremoço

Certamente, as leguminosas são consideradas uma boa fonte de minerais e oligoelementos.

Inegavelmente, o tremoço apresenta um teor de cálcio e fosfato mais alto do que os cereais.

Devido a isso, há evidências científicas de que o consumo de alimentos enriquecidos com tremoço traz os seguintes benefícios:

  • Baixo índice glicêmico;
  • Influência benéfica na saciedade (supressão do apetite) e equilíbrio energético;
  • Influência benéfica no controle glicêmico;
  • Melhoria dos lipídios no sangue;
  • Baixa hipertensão (pressão arterial);
  • Pré-bióticos para melhorar a saúde intestinal e sem glúten.

Composição nutricional das sementes de tremoço:

Carboidratos:

Contudo, devemos considerar que a casca do tremoço contêm diferentes tipos de carboidratos e possuem pouca proteína e lipídios, e são predominantemente compostos de polissacarídeos estruturais (celulose, hemiceluloses e pectinas).

Então, cem gramas de casca de tremoço contém 95g de fibra.

Além disso, a xilose é presente em grandes quantidades,  seguido pelo ácido urônico.

Por este motivo, a  composição da casca do tremoço se assemelha muito o da casca de soja.

NSP (polissacarídeo sem amido)

Em primeiro lugar, a porção solúvel em água (cerca de 20% do NSP), é considerada como tendo propriedades bioativas devido à sua natureza viscosa e efeito no trânsito intestinal.

Assim sendo, um atributo importante do cotilédone NSP é sua capacidade de reter grandes quantidades de água (cerca de 8 vezes em peso para tremoços), bem como, manter a motilidade intestinal normal.

Estes compostos não podem ser metabolizados por humanos e são uma fonte rica em nutrientes para os microorganismos da microbiota intestinal

Proteína

Assim também, o conteúdo de proteína l é muito alto e pode constituir mais da metade do peso total.

Bem como a digestibilidade e a biodisponibilidade da proteína são comparáveis à proteína de soja.

Em ambas as leguminosas, os aminoácidos contendo enxofre são os aminoácidos limitantes, porém o aminoácido lisina está presente em grandes quantidades.

Porquanto, uma combinação de tremoço com proteínas de cereais, resulta em um alto efeito suplementar, o que aumenta o valor nutricional dessa combinação e o aproxima quase da proteína animal.

Lipídios

Dessa maneira, o conteúdo de lipídios do Australian Sweet Tremoço, compreende:

  • triglicerídeos (71%),
  • fosfolipídios (15%),
  • esteróis livres (5%),
  • glicolipídios (3,5%),
  • esterol e ésteres de cera (0,5%),
  • álcoois livres (0,4%)
  • material ceroso não identificado (4%).

Assim, os óleos têm alta capacidade antioxidante devido em parte à vitamina E. O conteúdo total de tocoferol (Vit E) de é cerca de 2,3-4,6 mg / kg, dos quais 87% é.

Por esse motivo, durante a germinação, a concentração de gama-tocoferol diminui à medida que o alfa-tocoferol é formado.

Minerais e oligoelementos

Só para exemplificar, o teor de minerais (cinzas) de diferentes variedades de tremoço doce australiano oscila entre 3,2 e 4,6g / 100g de matéria seca.

Então, seguem resultados típicos (em mg/g):

  • cálcio entre 15 e 29,
  • magnésio 11 – 20,
  • sódio 3 – 11
  • potássio 66 – 90.

Bem como os resultados de oligoelementos (em mg/ kg):

  • ferro 31 – 150,
  • zinco 24 – 45
  • cobre 2,5 – 6,8.

Por esse motivo, as leguminosas são consideradas uma boa fonte de minerais e oligoelementos, sendo o tremoço um dos que apresenta teor de cálcio e fosfato mais alto do que os demais cereais.

Por este motivo, podemos dizer que o conteúdo de oligoelementos do tremoço varia de acordo com o conteúdo mineral do solo

Antinutricionais ou bioativos

Sob o mesmo ponto de vista, os grãos de leguminosas contêm uma variedade de compostos, tradicionalmente conhecidos como fatores antinutricionais (FAN) ou antinutrientes.

Embora alguns alimentos tenham um efeito negativo na utilização de ração por animais de criação, eles também podem ter efeitos benéficos em humanos, como prevenir o desenvolvimento de algumas formas de câncer e de osteoporose.

Ao contrário da maioria dos grãos, os tremoços não precisam ser aquecidos para desnaturar o ANF proteico e torná-los seguros para consumo por humanos ou animais.

Portanto, o conteúdo de FNA proteico no tremoço doce australiano domesticado é muito baixo.

As saponinas

Estas são glicosídeos vegetais em que a porção não açucarada é um esteroide ou um composto triterpenóide.

Elas são geralmente inofensivas para os humanos.

Em alguns casos elas se tornam  benéficas na redução dos níveis de colesterol no sangue e na proteção contra doenças do coração.

Importante lembrar que no tremoço, as concentrações de saponinas são mais baixas do que em muitas outras leguminosas.

Por esse motivo, as isoflavonas são sim, reconhecidas como agentes preventivos contra algumas formas de câncer e osteoporose em mulheres.

Estas estão presentes além do tremoço, no material da folha verde e nas sementes em germinação (brotos).

Estudos sobre os benefícios do tremoço

Em contrapartida, há evidências científicas de que o consumo de alimentos enriquecidos com tremoço tem baixo índice glicêmico  (30% de semente de tremoço para 40% de farinha de tremoço).

Além disso, ele tem maior fibra dietética (30%) e menor teor de óleo (6%), contendo mínimo de amido.

Alimentos com baixo índice glicêmico, apresentam:

  1. Menor aumento de glicose pós-digestão;
  2. Redução dos níveis médios diários de insulina;
  3. Diminuição dos níveis de colesterol total e LDL;
  4. Menor síntese de colesterol hepático;
  5. Declínio dos níveis de apolipoproteína B sérica (sua redução esta associado a um menor risco de doença cardiovascular);
  6. Níveis menores da produção de peptídeo C urinário em 24h (níveis baixos de peptídeo C podem estar relacionados a uma menor produção de insulina);
  7. Classificação mais elevada de saciedade (controle do apetite).

Estudos para o consumo do tremoço como farinha

Ademais, em um segundo estudo  foi descoberto que o pão enriquecido com farinha de grão de tremoço se comparado com a farinha de trigo, reduziu a ingestão de energia e aumentou a sensação de saciedade.

Com efeito, os participantes da experiência com o  pão produzido com a farinha de tremoço comeram pelo menos 20% menos.

De acordo com os  pesquisadores, foi descoberto então que a inclusão da farinha de grão de tremoço no pão branco, reduz significativamente a resposta da glicose no sangue.

Além disso, reduziu tamém a resposta à insulina dos 11 indivíduos do sexo masculino.

Melhora dos lipídios do sangue

A fibra de tremoço atua como uma fibra solúvel e reduz o colesterol total sem afetar o colesterol HDL.

Um estudo cruzado de (Hall et al – 2005), envolveu 38 homens.

De maneira idêntica, cada individuo comeu uma dieta de controle e na sequência uma dieta de produtos enriquecidos com fibra de tremoço (período de um mês).

Foi então descoberto que, a dieta enriquecida com tremoço reduziu o colesterol total no sangue em 4,5 por cento e o colesterol LDL ruim em 5,4 por cento.

Hipertensão mais baixa (pressão arterial)

Os lupinos são uma das maiores fontes naturais do aminoácido arginina, que tem sido implicado em ter efeitos benéficos no desempenho dos vasos sanguíneos.

Estudos descobriram que a inclusão de tremoço na dieta oferece um efeito protetor ao normalizar a função vascular de ratos que consumiram muito sal.

Pré-biótico para melhorar a saúde intestinal

Em resumo, os pesquisadores descobriram também que o Australian Sweet Lupin reduzem o tempo de trânsito intestinal.

Ao mesmo tempo que diminuem o pH do cólon (anticâncer) e agem como um pré-biótico. Portanto, são potencialmente benéficos para a saúde intestinal.

Por fim, o consumo do tremoço, melhora a saúde intestinal, uma vez que  não contêm glúten o que o torna  adequado para pessoas com doença celíaca.

Kelma Yaly

Kelma Yaly

Consultora de Marketing de Conteúdo e Performance para Mega Imagem.