O fim de ano no Brasil é tempo de muito calor, e sempre há a crescente preocupação com a alimentação saudável nas festas. Mas você sabia que a nossa ceia é, basicamente, composta por uma mistura de receitas tradicionais da Europa? Isso porque, nesta época, lá é inverno e, por isso, os pratos são mais calóricos, elaborados com carnes gordas, frutas secas e oleaginosas.

Para te ajudar a tornar a sua ceia menos calórica e mais saudável e refrescante para o verão, a Mega Imagem te ensina algumas dicas infalíveis para se comer com qualidade nas ceias de Natal e Réveillon, mantendo sua alimentação saudável.

Opções de cardápios saudáveis e com menos calorias

Entradas: saladas de folhas ou de frango com iogurte e abacaxi fresco. Evite tarteletes, tortinhas, pães. Evite o que você pode pegar, prefira comer com garfo e faca.
Bebidas: água de coco, suco de frutas frescas, água sem gás. Prefira vinho seco ao doce, eles têm menos calorias. Hidrate-se sempre com água.
Prato principal: arroz integral, chester com maçãs assadas, bacalhau ao forno, peito de peru assado, recheios com ricota devem e podem ser uma opção para canelones ou outra massa.
Sobremesas: rabanada assada no lugar da frita, gelatina sem creme de leite, evite doces com castanha portuguesa, prefira comprar panetone light, mas mesmo assim não abuse. Os sorvetes cremosos podem ser substituídos por frutas congeladas e depois batidas no liquidificador. São geladinhas e bastante saudáveis.

Inspire-se em nossas dicas. É fácil prepará-las!

1 – Procure dar preferência às receitas com carnes brancas, optando pelos pedaços sem pele e sem gordura aparente.

2 – Tente evitar decoração ou petiscos com frutas secas, pois mesmo sendo saudáveis, são muito calóricas. Prefira oferecer ou petiscar damasco, figo e ameixa antes da ceia e fuja das frutas cristalizadas. Evite também as cerejas ao marraschino que, apesar de bonitinhas e gostosas, são altamente calóricase não colaboram para uma alimentação saudável.

3 – Outra opção de petiscos são as frutas oleaginosas, como castanha-do-pará, nozes, castanhas de caju e amêndoas. Na quantidade adequada elas fazem muito bem à saúde, além de proteger a saúde do coração.

4 – Você pode trocar os acompanhamentos como farofa, maionese e molhos com creme de leite por legumes crus e cozidos, saladas, molhos à base de iogurte e o arroz integral (ou o comum com algum ingrediente verde como o brócolis). Além de ficar mais saboroso e bonito, essa pitada de cor no seu arroz é altamente rica em nutrientes, vitaminas e fibras.

5 – Ofereça suco de fruta fresca, como melancia ou abacaxi com hortelã. Além de terem poucas calorias, rendem bastante, são fáceis de fazer e hidratam rapidamente o corpo.

6 – Tome cuidado com as mousses salgadas ou doces. Normalmente, elas contém muita gordura, pois são feitas com creme de leite. Se puder substitua o creme de leite por iogurte desnatado, queijo cottage ou mesmo ricota para doces. E no caso das mousses salgadas, opte por palmito, aspargos ou vegetais. O valor calórico abaixa bem com essa troca.

7 – Se na sua ceia tiver massa, opte pelos molhos à base de tomate, queijo muçarela de búfala e manjericão. Deixe de lado os molhos brancos e encorpados.

8 – O salpicão é bem-vindo, desde que você se lembre de reduzir as fontes de gordura. Inclua salsão, pepino ou erva-doce, pois são ricos em fibras e não aumentam o valor calórico. Evite a batata.

9 – Com relação à sobremesa, evite sorvetes cremosos, calda de chocolate, rabanada frita, panetone (é altamente gorduroso), receitas com chantilly, fios de ovos. Prefira gelatina de frutas e frutas frescas.

10 – Escolha os alimentos mais saudáveis como peru, chester, peixe, lentilhas. Evite pernil, tender, torresmo, frituras, farofa, creme de leite.

11 – Não abuse de lombinho, vinho e champanhe, arroz com passas ou com amêndoas. Se houver opção, escolha o integral sempre.

12 – Por fim, evite alimentos que estragam facilmente.

Mega Imagem

A clínica Mega Imagem é referência no diagnóstico por imagem na Baixada Santista.