Alimentação cardioprotetora: como proteger seu coração?

alimentacao-cardioprotetora

A alimentação cardioprotetora consiste na melhora da alimentação para o cuidado, principalmente, do sistema cardiovascular.

Os alimentos podem ser divididos em in natura ou minimamente processados. O ideal é nos alimentarmos mais de alimentos naturais.

O que são alimentos in natura ou minimamente processados?

Os alimentos in natura são aqueles com o mínimo de intervenções e modificações possíveis e os minimamente processados os que possuem uma intervenção mínima. Podemos classificar as frutas, verduras e legumes, leite, iogurte natural,  feijões,  cereais, raízes, tubérculos, ovos; carnes resfriadas ou congeladas, macarrão, castanhas, frutas secas, sucos integrais, chá,  café e água potável.

Alimentos processados e óleos e temperos

Os alimentos processados são aqueles que são extraídos dos alimentos in natura e que passam por pequenos processos de industrialização. Podemos dar o exemplo dos temperos como sal, óleo, óleos de soja, de
milho ou de oliva, banha de porco, gordura de coco, açúcar refinado, mascavo ou demerara e sal de cozinha refinado ou grosso.

Além disso, os alimentos processados são aqueles que utilizam sal ou açúcar ou óleo e vinagre.

Alimentos ultra processados

Os alimentos ultra processados são aqueles que utilizam uma parcela mínima de alimentos in natura e fazem a adição de aditivos químicos.

Quem deve seguir uma alimentação cardioprotetora?

A alimentação cardioprotetora deve ser seguida principalmente por indivíduos com:

  • Excesso de peso ou obesidade;
  • Pressão alta;
  • Diabetes;
  • Colesterol alto;
  • Triglicérides alto;
  • Histórico de infarto e cirurgia
    do coração (pontes safena ou
    mamária);
  • Histórico de derrame cerebral
    (AVC).

Uma alimentação regrada pode prevenir diversas doenças, além das cardiovasculares.

Alimentação cardioprotetora

Podemos dividir a alimentação em três grupos: coma a vontade, coma com moderação e evite comer.

As verduras, legumes e frutas podem ser consumidas a vontade. Elas trazem vitaminas, minerais, fibras e antioxidantes que são essenciais para o corpo humano.

Trouxemos alguns exemplos:

  • Verduras (alface, repolho, couve, brócolis, espinafre, agrião);
  • Frutas (banana, abacaxi, maçã, uva, limão, manga, morango, mexerica, laranja);
  •  Legumes (cenoura, tomate, chuchu, maxixe, abóbora, beterraba, abobrinha, berinjela);
  •  Leguminosas (feijão, soja, ervilha, lentilha);
  •  Leite e iogurtes sem gordura (desnatados ou semidesnatados).

Esses alimentos possuem maiores calorias, sal e gorduras. Dessa forma, o ideal é consumir com moderação:

  • Pães (francês, caseiro, de cará, integral);
  • Cereais (arroz branco e integral, aveia, granola, linhaça);
  • Macarrão;
  • Tubérculos cozidos (batata, mandioca, mandioquinha, inhame, cará);
  • Farinhas (mandioca, tapioca, milho, rosca);
  • Oleaginosas (castanha-do-Brasil/Pará, caju, nozes);
  • Óleos vegetais (soja, milho, azeite);
  • Mel, goiabada, doce de abóbora, cocada, geleia de frutas.

Aqui também entram as carnes de boi, porco, frango e peixe, queijos brancos, ovos e manteiga. Essas são fontes de gordura saturada, sal e colesterol.

Os alimentos que devem ser evitados são aqueles ricos em aditivos químicos com que possuem efeitos desconhecidos na saúde, como conservantes, estabilizantes e corantes. Além de excesso de alguns ingredientes, como gordura vegetal hidrogenada, açúcar e sódio (sal).

Alguns alimentos que se enquadram são:

  • Macarrão instantâneo;
  • Salgadinhos de pacote;
  • Biscoitos e bolachas;
  • Embutidos (presunto, mortadela, salame);
  • Sucos industrializado (em pó ou de caixinha);
  • Refrigerantes;
  • Entre outros.

Exercícios-  um aliado da alimentação cardioprotetora

Sabemos que a alimentação é um ponto crucial no controle de algumas patologias, principalmente pela ingestão de gorduras e açúcares. Entretanto, a alimentação ainda possui um grande aliado: as atividades físicas.

A prática regular de exercícios físicos pode auxiliar no combate de doenças como hipertensão, diabetes e demais. Além de também auxiliar na perda de gordura. Esses benefícios podem ser adquiridos com apenas 30 minutos.

Portanto, além dessas dicas valiosas temos também a hidratação. O consumo de água é muito importante para a nossa saúde, pois ajuda os órgãos a funcionar melhor, regula a pressão arterial e mantém nossas células hidratadas. O ideal é consumir cerca de 2 litros por dia, mas este número varia de pessoa para pessoa, recomenda-se consultar um nutricionista para que seja avaliado a quantidade correta de consumo.

Além disso, o nutricionista também é responsável por auxiliar a montar uma dieta saudável e feita especialmente para o seu objetivo. O que devemos tomar cuidado, é com dietas vistas na internet e feitas sem orientação. Nesses casos, evite realizar dietas e jejum sem uma avaliação profissional prévia para que não tenha prejuízos como por exemplo a perda de peso ou aumento de colesterol e diabetes.

Dicas para alimentação

Algumas dicas são valiosas para nos alimentarmos melhor. Que os alimentos in natura são os mais saudáveis nós já sabemos, mas em qual quantidade devemos consumir os alimentos?

O café da manhã é a refeição mais importante do dia, por isso ele merece atenção. Uma sugestão seria duas fatias de pão integral, uma fatia de queijo branco, café com leite desnatado e meio mamão.

Além de dar um foco maior ao café da manhã, o ideal é alimentar-se a cada três horas, inserindo nos intervalos das refeições pequenas refeições como salada de frutas, castanhas, leite batido com frutas e iogurte com frutas.

Procure sempre ajuda profissional para cuidar da sua alimentação, pois cada pessoa possui uma limitação.

Precisando de exames de imagem?

Realize seus exames com segurança. Agende seus exames aqui na MEGA.

Baixe o MEGAPP! Basta acessar a Play Store ou App Store e baixar o APP que aparece como “Mega Imagem-Agendamento”.

A Mega sempre pensando em você!

Já segue a Mega nas Redes Sociais? Acesse nossos canais: no Facebook, YoutubeInstagramLinkedin

publicado
Categorizado como Artigos

Por Rafaélla Mantovani

Comunicação e Marketing Digital na Clínica Mega Imagem.