Muitos exames são feitos durante a gravidez, o ultrassom é um deles. É preciso fazer o pré-natal e seguir todas as orientações de seu médico.  Contudo, a maioria das mamães quando descobrem que estão grávidas, ficam extremamente ansiosas para descobrir o sexo do bebê. 

Esta é uma das fases mais gostosas, é o período da descoberta. Mas, você sabe como descobrir o sexo do bebê?

Pode ser feito o exame de sangue comum, onde é possível analisar o DNA fetal presente no plasma materno. Esse exame é chamado de sexagem fetal.

Além disso, pode ser feito também o ultrassom de primeiro trimestre com perfil bioquímico.

Ultrassom de primeiro trimestre com perfil bioquímico

O Ultrassom é um exame de imagem não invasivo, que utiliza ondas sonoras para produzir imagens dos órgãos ou fluxo sanguíneo.No pré natal, por exemplo, vemos em tempo real as imagens do feto, placenta e bolsa das águas. Assim podemos acompanhar a evolução da gestação, saúde do feto e da mamãe.

Este exame é realizado de 11 a 14 semanas de gestação, preferencialmente na 12ª semana. E consiste em um ultrassom comum

Este método tem  89 % de chance de detecção do risco para a síndrome de Down. Se feita a medição do osso nasal, a detecção da síndrome aumenta. 

Além disso, há 95% de chance de detecção da trissomia do 18, que está associada à deficiência intelectual e anomalias congênitas. 

Deve ser incluído no exame a idade materna, a translucência nucal – que é uma medida realizada na região da nuca do feto -, o Beta HCG livre no soro materno (o de sangue  e a proteína A plasmática associada à gravidez (PAPP-A), com o objetivo de se estimar o risco do feto apresentar malformação ou síndrome, como a Síndrome de Down. 

Qual a chance de erro?

Embriologicamente falando, até a nona semana tanto o sexo feminino quanto o masculino possui o tubérculo genital, que é o que vai dar origem ao pênis ou ao clitóris. 

Com aparência similar, é possível ver a partir de 11,5 semanas em duas linhas paralelas na região da genitália. 

Em 2006, Efrain Et Cols observou que o ângulo desse tubérculo no final do primeiro trimestre, sendo que maior que 30 graus sugere o sexo masculino e menor que 30 graus sugere o sexo feminino, com um precisão de 98,6%. 

Em um trabalho mais recente Saviron Et Cols avaliou em 1986, casos com um taxa de precisão geral de 90,1%. E geralmente, esse acerto é diretamente proporcional ao tamanho do feto que chamamos de CCN (comprimento crânio nádegas). 

Porém, o acerto com uma medida de feto de 65 mm é de 95% e um feto que mede acima de 76 mm a taxa de acertos aumenta para 99%. Portanto, concluímos que a detecção é melhor.

Vamos entender a questão da angulação essa imagem:

Créditos: mamãe sortuda

Foi possível identificar as angulações e assim descobrir o sexo dos bebês.

Quando deve ser feito o exame de sexagem fetal?

Esse exame pode ser feito a partir de 8 semanas de gravidez, mas o ideal é fazer com 11 semanas. 

Portanto, é importante ressaltar  que alguns fatores dificultam o exame tais como obesidade materna, cicatrizes da pele por cirurgias, se o útero for voltado para trás , se o feto estiver de costas, entre outros.    

Além do ultrassom de primeiro trimestre com perfil bioquímico, existem outros exames que devem ser feitos durante a gestação. Eles são:

  • Ultrassonografia obstétrica com doppler;
  • Ultrassom morfológico de segundo trimestre com doppler;

Todos esses exames são muito importantes nesse momento. Entenda as diferenças entre eles no último artigo que escrevemos sobre ultrassom.

Contudo, esses não são os únicos exames a serem realizados, é muito importante perguntar ao seu médico e seguir o cronograma necessário.

Espero que você tenha gostado desse artigo.

Gostaria de agendar seu exame? Ligue (13) 3202-1990 ou entre em contato conosco através do site.

Até breve.

 

Rafaélla Mantovani

Comunicação e Marketing Digital na Clínica Mega Imagem.