A saúde bucal é um fator muito importante para manter a saúde e o bem-estar, mas para cuidar dos dentes é imprescindível ter um diagnóstico claro e preciso, para isso diversos exames e tratamento odontológicos podem ser indicados, inclusive a necessidade de radiografia.

Isso ocorre porque alguns diagnósticos não podem ser dados apenas em um exame clínico, pois é intraósseo. Além disso, um bom profissional entende que os dentes são muito mais do que se vê.

É nesse momento que entendemos a importância da radiografia para a odontologia. 

Em procedimentos de extracao de dente, por exemplo, a radiografia auxilia na identificação da posição da raiz do dente e se o nervo pode ou não interferir no processo. Assim, o dentista não terá imprevistos durante a cirurgia. 

Radiografia nos tratamentos odontológicos 

A radiografia é uma tecnologia que garante a segurança do diagnóstico de casos odontológicos mais complexos. 

O raio-x disponibiliza imagens nítidas e detalhadas das partes internas da estrutura bucal, com os dentes e mandíbulas, inclusive espaços que não são visíveis.

Com isso, o profissional consegue realizar uma investigação e criar estratégias mais completas e eficazes para o tratamento,  tendo conhecimento da situação da raiz, nervo e ossos de sustentação da mandíbula. 

Por exemplo, para o implante dentario o exame auxilia a definir os pontos exatos de incisão. 

A partir das imagens da radiografia, é possível descobrir corrosão, danos na gengiva e no osso mandibular e realizar procedimentos com mais segurança e certeza.

Para obtenção das imagens, as ondas são emitidas na cavidade oral e, na prática, conforme os raios encontram transposições ao atravessar o corpo, há o registro desses tecidos, demonstrando as “densidades” dos obstáculos.

Contudo, cabe dizer que muitos ainda vêem como um ponto negativo do exame de raio-x a emissão de radiação que ocorre durante o exame. 

Devido a isso é necessário tomar todos os cuidados e precauções.

Cabe ressaltar que se o procedimento for realizado de forma correta, com o avental de chumbo, não há riscos para o paciente.

Apenas em casos de mulheres gestantes que o exame não é recomendado e deve ser avaliado com o profissional. 

Mas não são todos os tratamentos que necessitam do exame, inclusive, há procedimentos mais complexos que não demandam radiografia.

Esse é o caso do tratamento de canal, que apenas com um exame clínico e com as queixas do paciente pode ser traçado o melhor tratamento.

Tipos de radiografias para tratamentos odontológicos 

De modo a identificar com precisão quais os tratamentos mais indicados para cada caso, bem como as especificidades de cada paciente – ou tipo de diagnóstico necessário – existem diferentes tipos de radiografia que podem ser realizadas.

Radiografia periapical 

A radiografia periapical é indicada para visualizar apenas um dente e os espaços ao seu redor. As imagens são capturadas dentro da boca e permitem visualizar toda a estrutura dentária. 

Por exemplo, para acompanhar a restauração de dente quanto custa e se o procedimento está tendo bom uma boa recuperação, ou se não há cáries ou rachaduras na restauração.

Assim, a radiografia periapical é suficiente para o acompanhamento nesses casos.

Radiografia panorâmica

A radiografia panorâmica captura imagens de toda a arcada dentária e de todos os dentes, permitindo a análise do osso e dos dentes. 

As imagens são feitas por fora da boca, realizando em uma única imagem a análise completa do caso do paciente. Para isso, a ferramenta precisa realizar um movimento em torno do paciente.

O procedimento que mais utiliza a radiografia panorâmica é a colocação de aparelho dental, para avaliar as características da cavidade oral do paciente.

Radiografia oclusal

A radiografia oclusal é indicada pelos odontopediatras para acompanhar o crescimento e nascimento dos dentes. Também pode ser utilizada para encontrar fraturas, visualizar a raiz e dentes inclusos.

Radiografia digital

A radiografia digital envia as imagens para uma placa de circuito sensível, que recebe as imagens por radiação e envia direto para o computador. 

Por seu um raio-x mais detalhado e complexo, permite um resultado mais seguro. 

O benefício do procedimento digital, além da precisão e maior detalhamento do resultado, é que o paciente é exposto a cargas menores de radiação. 

Procedimentos que necessitam do raio-x no tratamento odontológico 

Alguns procedimentos necessitam do apoio do raio-x; geralmente são tratamentos mais complexos e de longa duração, que precisam do apoio de imagens para analisar os detalhes, como:

  • Realização de cirurgia buco maxilo;
  • Colocação de aparelho;
  • Periodontia;
  • Implantodontia;
  • Para extrações de dentes;
  • Lesões na mandíbula;
  • Verificação de tumores ou cistos.  

Como podemos perceber, a odontologia tem se atualizado e criado inúmeras tecnologias para atender de forma mais eficiente os seus pacientes. 

As radiografias são ferramentas importantíssimas para o diagnóstico e realização de procedimentos odontológicos, sem elas, podemos afirmar que alguns tratamentos não seriam tão seguros e precisos quanto são hoje. 

As novas técnicas e ferramentas vieram para ajudar e beneficiar os profissionais e o raio-x é uma prova concreta de como podemos usufruir dessas novidades para cuidar da saúde. 

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe da Clínica Ideal, plataforma especializada em marketing e gestão para consultórios e clínicas odontológicas.

 

Mega Imagem

Mega Imagem

A clínica Mega Imagem é referência no diagnóstico por imagem na Baixada Santista.