exames

Densitometria Óssea

Quer agendar este exame?

Clique aqui e vá direto para o portal de agendamento de exames. Se quiser, continue lendo esta página para saber mais sobre o exame!

Está precisando de ajuda?

Se você não tem certeza se este é o exame que você precisa, quer saber mais sobre a clínica ou qualquer outra dúvida, clique aqui para falar conosco!

Sobre o exame

A densitometria óssea é um exame de radiologia que mede, com rapidez e precisão, a densidade dos ossos. O resultado é comparado com padrões para idade e sexo.

É principalmente usada para diagnosticar quadros de osteopenia ou de osteoporose, doenças nas quais a densidade e a quantidade de minerais são baixas, e o risco de fraturas é alto. A osteopenia é uma afecção óssea na qual os ossos perdem estes minerais e têm menor densidade, o que os torna mais frágeis. Quando a perda óssea é grave, a afecção se chama osteoporose. Os objetivos do exame são: avaliar o grau de osteoporose, indicar a probabilidade de fratura, possibilitar a obtenção da curva de perda óssea através do tempo (quando a avaliação é feita periodicamente), e auxiliar no tratamento médico.

Na Mega Imagem, é realizada através do moderno equipamento, Prodigy Primo, que se utiliza de um feixe de RX de baixa energia, não causando danos a saúde.

  • Equipamento novo e rápido
  • Duração de até 5 minutos
  • Médico especializado com certificado  de atuação e titulo de especialista em diagnostico por imagem
  • Equipe treinada para monitorização precisa nos exames comparativos (Coeficiente de Variação)

Preparo necessário

Confira os requisitos para fazer a densitometria óssea

  • Suspender o uso de suplementos de cálcio deve ser suspenso pelo menos 24 horas antes do exame
  • Usar de roupas largas e confortáveis, evitando roupas que têm zíperes ou botões, cintos feitos de metal
  • Informar o médico se foi realizado recentemente um exame radiológico com contraste de bário ou que tenham sido injetados material de contraste para uma tomografia computadorizada (CT) ou varredura por radioisótopos
  • Informar seu médico e o técnico de radiologia se estiver grávida, exames de densitometria geralmente não são executadas durante a gravidez de modo a não expor o feto à radiação.

Dúvidas frequentes

A Mega esclarece as principais dúvidas dos pacientes relacionadas à este exame!

Onde a densitometria óssea é usada?

A densitometria pode ajudar o médico a avaliar o risco que há de sofrer uma fratura óssea nos próximos anos. Em geral, aquelas pessoas cuja densidade mineral óssea é significativamente menor do que o normal para sua faixa etária e sexo são mais propensos a quebrar um osso. Se o paciente recebe tratamento médico para aumentar a  densidade óssea, o teste  pode ser repetido dentro de 6 meses a dois anos para avaliar a progressão.

Como é a densitometria óssea?

O teste demora cerca de 10 minutos, dependendo do equipamento utilizado e partes do corpo que são examinados. Se o médico quer ver se há osteoporose,  realiza-se imagens da coluna lombar, do fêmur e em alguns casos do antebraço, locais onde os índices de fraturas são maiores. Você pode comer antes do exame, e não precisa se despir (se as roupas não contenham botões ou zíperes de metal).

Quem deve fazer o exame?

O exame está indicado em mulheres em fase pós-menopausa. Homens e mulheres na pré-menopausa também podem realizar este exame caso o médico solicite.

Pacientes que realizam dietas para emagrecimento, que passaram por cirurgias de trato gastrintestinal, que estão em tratamentos de reposição com hormônios estrógenos, hormônios tireoidianos, corticosteróides ou medicamentos anticonvulsivantes geralmente são indicados para realizar o exame.

Nas crianças, está indicado quando há necessidade de acompanhamento do desenvolvimento ósseo, que pode estar alterado em doenças osteometabólicas.

Agora é só agendar!

Você já entendeu tudo sobre a densitometria óssea! Só falta agendar seu exame: