ULTRASSOM TRANSVAGINAL

É um exame indicado, muitas vezes, de rotina ou quando a paciente tem alguma queixa, como dor embaixo do ventre por exemplo.

Não é necessário que a bexiga esteja cheia a não ser em casos de avaliação de endometriose.

O exame quando normal  dura poucos minutos, coloca-se uma sonda, que é uma parte do equipamento que é alongado e fino e protegido com um preservativo descartável. É colocado um gel  estéril  para facilitar o introdução do aparelho na vagina e é importante que durante o exame, a paciente esteja relaxada para não contrair  a parede vaginal. É um exame bem tolerado pelas pacientes.

Pelo exame podemos visualizar  o útero  avaliando sua forma e contornos, verificar se há malformações do útero, avaliar suas  dimensões, pois podemos ter úteros aumentados pela presença de miomas, e podemos avaliar se sua ecotextura é homogênea, que seria a avaliação da presença ou ausência de nódulos ou cistos.

Podemos avaliar os ovários também observando suas dimensões (para cada idade tem um parâmetro de dimensões) e a presença ou ausência de  cistos. Muitas vezes, os cistos são fisiológicos como, por exemplo, cistos de ovulação, que podem dar origem a dor.

Quando é detectado algum nódulo ou cisto no ovário é importante associar ao método o ESTUDO DOPPLER COLORIDO para avaliar a vascularização dessas lesões.

ULTRASSOM TRANSVAGINAL PARA GESTAÇÃO INICIAL

Se a gestação está no início  (no primeiro  trimestre) é melhor a realização do ultrassom via transvaginal, pois o embrião pode ser pequeno e é difícil avaliar os batimentos cardíacos ou a presença de coágulos quando a paciente tem sangramento  pela via abdominal.

Não é necessário que a bexiga esteja cheia.

O exame quando normal  dura poucos minutos colocando se uma sonda que é uma parte do equipamento que é alongado e fino e protegido com um preservativo descartável .É colocado um gel  estéril  para facilitar o introdução do aparelho na vagina e é importante que durante o exame a paciente esteja relaxada para não  contrair  a parede vaginal . É um exame  bem tolerado pelas pacientes.

É importantíssimo que a paciente traga os exames anteriores ( ultrassons anteriores ) 1 ou Bhcg.