RESSONÂNCIA MAGNÉTICA ABDOMEN

Ressonância Magnética 3 Tesla suporta pacientes de até 250kg.
Ressonância Magnética 3 Tesla suporta pacientes de até 250kg.

Trato gastrintestinal – a tomografia computadorizada e a ressonância magnética (exame chamado enterorressonância magnética, no qual se coloca contraste no intestino para avaliar patologias do intestino delgado) pode avaliar o espessamento da parede gástrica em processos inflamatórios e em tumores para melhor planejamento do tratamento.

Doenças do fígado
Podemos avaliar através da ressonância magnética e da tomografia computadorizada.
– doenças de acometimento difuso como infiltração gordurosa, hemocromatose (doença na qual ocorre um deposito excessivo de ferro), doenças de depósito de glicogênio (alteração genética que leva a um aumento do depósito de glicogênio).
-doenças vasculares como congestão (inchaço) do fígado causada pela insuficiência cardíaca, síndrome de Budd Chiari (causa obstrução das veias hepáticas), trombose (obstrução por coágulo de sangue) da veia porta que pode ser ocasionada por tumores, infecção, cirrose, trauma, estados de aumento de coagulação.
– infecções;
– cirrose doença crônica do fígado (pode ser ocasionado por hepatites, álcool).
– doenças granulomatosas (por exemplo, sarcoidose – doença autoimune na qual ocorrem nódulos não inflamatórios em vários órgãos).

Vesícula biliar e trato biliar - a colangioressonânciaé indicada para avaliar cálculos em vias biliares.

Pâncreas – a principal indicação de tomografia computadorizada e ressonância magnética é para avaliação de tumores e o acometimento de órgãos adjacentes.

Rins – – a tomografia computadorizada pode ser utilizada para avaliação de pequenos cálculos em rins e cálculos em ureter. A ressonância pode ser indicada para avaliação de pequenos tumores pela alta definição da imagem.