RESSONÂNCIA MAGNÉTICA 1,5 TESLA E 3 TESLA

A Ressonância Magnética é um exame que gera imagens de altíssima definição para a análise de órgãos e estruturas internas do corpo, sem emissão de radiação.

Na Mega Imagem, possuímos aparelhos de Ressonância Magnética 1,5 Tesla e 3 Tesla.

Tesla é a unidade de referência que mede o campo magnético do equipamento. Portanto, com a chegada do aparelho novo de 3 Tesla, os exames passam a ser mais precisos, com imagens com maior resolução e mais detalhamento das estruturas anatômicas, favorecendo o diagnóstico.

Dúvidas Frequentes:

A ressonância magnética tem radiação?

Não . A ressonância é como se fosse um grande ímã que através do campo magnético vai gerar imagens. É indicada inclusive para gestantes quando o feto tem alguma suspeita de malformação . Nesse ponto é diferente da tomografia e do RX por exemplo em que temos radiação e são exames que só serão indicados para gestantes ou pacientes com suspeita de gravidez em casos específicos

Como é o exame?

A ressonância tem uma mesa onde o paciente se deita e tem um arco que abraça a mesa que é um grande ímã. A área de interesse para investigação é colocada na direção do arco que gera um campo magnético que por sua vez vai gerar as imagens. Quando o campo magnético é gerado o paciente escuta uma sequência de ruídos que lembram uma “ balada “ que podem ser amenizados com protetores de ouvido ou fones de ouvido com música para escutar durante o exame.

O tubo é aberto atrás?

Sim . O tubo das maquinas modernas é na verdade um arco, aberto atrás . Já existem maquinas com abertura mais larga (70cm),e comprimento de túnel de só 1,25 metro. Esse equipamento que se chama ESPREE ( tem na megaimagem) é utilizado por pacientes que se sentem desconfortáveis nas outras máquinas.

Por que a máquina faz barulho?

Quando o ímã da máquina muda o campo magnético a ressonância faz esse barulho . Como ocorre esse estímulo magnético várias vezes ouvimos uma sequência de barulhos como se fosse as batidas de 1 “balada “/ música eletrônica.

Quanto tempo é o exame?

Depende do exame . Exames de coluna são mais rápidos durando próximo de 10 minutos e exames de abdomen ou exames que levam contraste podem demorar 1 pouco mais (20 até 30 minutos).

Vou ficar sozinho na sala?

Se necessario você pode ficar com 1 acompanhante na sala de exame, que terá que passar pelos mesmos processos de segurança que o paciente. Na sala temos uma janela através da qual o biomédico e a enfermagem ficam o tempo inteiro do exame de olho no paciente. Durante o exame o paciente segura um dispositivo de borracha que ao ser apertado o biomédico se comunica imediatamente com o paciente caso haja alguma dúvida.

Vou ficar com a cabeça ou com os pés no tubo?

Depende do exame. Se o exame for de crânio por exemplo será necessário que se coloque uma parte do aparelho que se chama bobina ao redor da cabeça e essa parte do corpo fica na direção do arco (tubo) . Porem se for um exame de tornozelo a cabeca ficará fora da direção do arco (tubo).

Porque se usa o contraste?

Em alguns casos é necessário ver a vascularização das estruturas examinadas e através da injeção de contraste podemos avaliar melhor as lesões facilitando o diagnóstico.

Porque é importante não se mexer?

Durante o exame são obtidas varias imagens da mesma região para serem sobrepostas; apesar da tecnologia corrigir em alguns casos os artefatos gerados por esses movimentos; se nos mexermos durante a aquisição das imagens, como numa foto, o exame fica com a imagem borrada, sendo necessario repetir a seqüência.

Preciso vir acompanhado?

Não é necessario. Como o exame não leva sedação somente o contraste que não é sedação o paciente que deambula normalmente pode vir desacompanhado.

O contraste é sedação?

Não o contraste é uma medicação endovenosa para melhora o diagnóstico em alguns casos indicados mas não atua no sistema nervoso causando perda de consciência.

Qual a diferença da tomografia computadorizada e da ressonância magnética?

A ressonância é um exame que não vai radiação portanto sempre que possível devemos dar preferência a ressonância. Para algumas doenças e para alguns órgãos (pulmões) a tomografia pode ser necessária para se obter diagnostico

Veja a matéria que saiu na AT Revista “CHECK-UP TECNOLÓGICO”.