Medula Óssea: o que é e como doar?

Hoje iremos falar um pouco sobre a doação de medula óssea. Antes de mais nada, iremos entender o que é e como é feito a doação.

A medula óssea é encontrada no interior dos ossos, onde contém as células-tronco que produzem os componentes do sangue. Entre eles, estão as hemácias ou glóbulos vermelhos, os leucócitos ou os glóbulos brancos que trabalham na defesa do organismo. Além das plaquetas, a responsável pela coagulação do sangue.

A doação é feita para aquelas pessoas que possuem a produção anormal das células sanguíneas, como as leucemias. Além disso, portadores de aplasia de medula óssea e de síndromes de imunodeficiência congênita também precisam.

No caso das leucemias, há variação de caso para caso. Um portador só irá receber um transplante de medula, após o tratamento com a quimioterapia e demais tratamentos simples.

Como ser um doador de medula óssea?

Para se tornar um doador é preciso fazer o cadastro no REDOME ( Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea) que esta sob coordenação do INCA (Instituto Nacional do Câncer). A partir do primeiro cadastro, uma quantidade será colhida para análise e será verificado a compatibilidade com os pacientes que estão aguardando doação. Caso seja compatível, é feito a solicitação para o doador comparecer no hemocentro e  será explicado todo procedimento.

Para ser um doador é preciso:

  • Ter entre 18 e 55 anos;
  • Estar em bom estado de saúde;
  • Não apresentar histórico de câncer, doença autoimune ou hematológica;
  • Não possuir doença infecciosa transmissível pelo sangue (como hepatite e HIV).

Como é feita a doação?

A coleta das células-tronco é realizada em hemocentros públicos ou privados ou em centros de transplante.

Existem duas maneiras para coleta. A primeira delas ocorre em centro cirúrgico, sob anestesia geral ou local e querer internação prévia. A coleta é feita através de punções na região pélvica posterior (osso do quadril) e dura cerca de 90 min.

Na doação por aférese- que consiste na coleta do sangue ele passa por uma máquina que coleta as plaquetas e depois retorna para o corpo. Este procedimento dura de 3 a 4 horas, mas neste caso o doador recebe uma medicação para tomar por 5 dias para estimular as células-tronco.

Lembrando, que cada doador é analisado a compatibilidade e qual o método melhor a ser utilizado.

As células se reproduzem naturalmente, por isso dentro de 2 semanas o organismo já estará recuperado.

 

medula_ossea

 

Você sabia?

Você sabia que o banco de doadores é universal? Isso mesmo, você pode ajudar uma pessoa do outro lado do mundo. Geralmente, as doações são provenientes de membros da família mas quando isso não acontece o REDOME é acionado e buscam um doador compatível.

Além disso, um doador pode salvar várias vidas. Como as células se regeneram em duas semanas, um doador pode salvar várias vidas, desde que seja compatível.

Quem recebe a medula óssea?

Depois de um tratamento que destrói sua própria medula óssea com quimioterapia e/ou radioterapia, o paciente receberá a nova medula por meio de uma transfusão. Em três semanas, a medula transplantada já estará produzindo células novas.

Todas as informações são baseadas no INCA . Demais informações você pode verificar no Hemonúcleo de sua região ou através do site da REDOME.

Aqui em Santos, o hemonúcleo fica dentro do complexo do Hospital Guilherme Álvaro, basta ligar e solicitar maiores informações (13) 3223-2860.

Já acompanha a MEGA nas redes sociais? Não deixe de acessar nosso Instagram  e Facebook.

Espero que tenha gostado desse artigo, até breve.

Por Rafaélla Mantovani

Comunicação e Marketing Digital na Clínica Mega Imagem.