Estilo de vida sedentário? Andar de bicicleta pode ajudar

Andar de bicicleta
Andar de bicicleta pode ajudar quem tem um estilo de vida sedentário, uma vez que possui muitas características que a tornam o meio de transporte mais importante do futuro. Além de ter emissões zero, se as pessoas o utilizassem regularmente para o deslocamento diário, seria uma excelente forma de lutar contra o sedentarismo e os problemas associados ao baixo nível de atividade.
Ainda sim, andar de bicicleta pode ser utilizado como uma ferramenta preventiva contra várias patologias ligadas a doenças mentais e físicas.

Andar de bicicleta é uma atividade física sem traumas

As vantagens são inegáveis: em primeiro lugar, andar de bicicleta permite a realização de uma atividade física aeróbica que pode ser ajustada de acordo com as necessidades e sobretudo as capacidades de cada indivíduo.Por isso a bicicleta pode ser usada por qualquer pessoa, até porque, ao contrário da corrida, envolve uma ação atlética sem consequências musculoesqueléticas.O ato de pedalar não prejudica as articulações, visto que a corrente cinética é bem capaz de absorver os impulsos do pedal.Além disso, é uma atividade simples; todos podem aprender a andar de bicicleta muito rapidamente e sem correr o risco de realizar ações atléticas erradas, com seus consequentes contratempos.

Você pode andar de bicicleta quando e onde quiser, sem problemas de tempo ou organização.

Por que andar de bicicleta?

Para estar em forma e saudável, você precisa ser fisicamente ativo.

A atividade física regular pode ajudar a protegê-lo de doenças graves, como obesidade, doenças cardíacas, câncer, doenças mentais, diabetes e artrite.

Andar de bicicleta regularmente é uma das melhores maneiras de reduzir o risco de problemas de saúde associados a um estilo de vida sedentário.

Andar de bicicleta é um exercício saudável e de baixo impacto que pode ser praticado por pessoas de todas as idades, desde crianças até adultos mais velhos. Também é divertido, barato e bom para o meio ambiente.

Ir para o trabalho ou para as compras é uma das maneiras mais eficientes de combinar exercícios regulares com sua rotina diária. Estima-se que um bilhão de pessoas andam de bicicleta todos os dias – para transporte, recreação e esporte.

Os benefícios em termos de saúde

Estudos comprovam que existem diferenças entre a pessoa que consegue andar de bicicleta  regularmente  e a pessoa que quase nunca anda de pedais: a possibilidade de desenvolver patologias cardíacas ou síndromes metabólicas é dupla em no último caso, enquanto o uso de duas rodas por pelo menos uma hora por semana permite que as pessoas tenham melhor saúde na idade adulta e na velhice.Outras pesquisas comprovaram ainda o efeito positivo da utilização das bicicletas, não apenas no nível físico, mas também na perspectiva da saúde mental e do humor.Andar de bicicleta vinte ou trinta minutos por dia reduz o estresse e a incidência de ataques de pânico. Os dados também tranquilizam quem considera que andar de bicicleta é perigoso: quanto mais gente se desloca de bicicleta, mais se reduzem os acidentes rodoviários.

Investimento em infraestrutura

Investir em campanhas de sensibilização para o uso da bicicleta e, antes mesmo, colocar os cidadãos em ambientes adequados para a adoção deste meio de transporte, através de infraestruturas novas, acessíveis e seguras, é um desafio que deverá ser encarado após criar uma conscientização sobre o uso por parte dos ciclistas.Manter uma distância segura, respeitar os limites de velocidade, entender que se trata de um espaço onde o ciclista mais experiente irá dividir com uma criança faz parte dos programas de conscientização, sobretudo a importância em se manter o celular distante dos pedais.É claro que  a criação de infraestrutura neste cenário é fundamental para o lançamento de uma revolução nas duas rodas.

Benefícios para a saúde em andar de bicicleta de forma regular

Andar de bicicleta é principalmente uma atividade aeróbica, o que significa que seu coração, vasos sanguíneos e pulmões se exercitam.

Você respirará mais fundo, transpirará e experimentará um aumento da temperatura corporal, o que melhorará seu nível geral de condicionamento físico.

Os benefícios para a saúde do ciclismo regular incluem:

  • aumento da aptidão cardiovascular;
  • aumento da força muscular e flexibilidade;
  • mobilidade articular melhorada;
  • diminuição dos níveis de estresse;
  • postura e coordenação aprimoradas;
  • ossos fortalecidos;
  • diminuição dos níveis de gordura corporal;
  • prevenção ou gestão de doenças
  • redução da ansiedade e da depressão.

Andar de bicicleta e problemas de saúde

Andar de bicicleta pode melhorar a saúde física e mental e pode reduzir as chances de muitos problemas de saúde.

Obesidade e controle de peso

Andar de bicicleta é uma boa maneira de controlar ou reduzir o peso, pois aumenta sua taxa metabólica, constrói músculos e queima a gordura corporal.

Se você está tentando perder peso, o ciclismo deve ser combinado com um plano de alimentação saudável. Andar de bicicleta é uma forma confortável de exercício e você pode alterar o tempo e a intensidade – pode ser desenvolvido lentamente e de forma variada para se adequar a você.

Estudos indicam que você deve queimar pelo menos cerca de 2.000 calorias por semana com exercícios. O ciclismo constante queima cerca de 300 calorias por hora.

Doença cardiovascular e ciclismo

As doenças cardiovasculares incluem acidente vascular cerebral, pressão alta e ataque cardíaco. O ciclismo regular estimula e melhora o coração, os pulmões e a circulação, reduzindo o risco de doenças cardiovasculares.

Andar de bicicleta fortalece os músculos do coração, diminui a pulsação em repouso e reduz os níveis de gordura no sangue.

Pessoas que vão de bicicleta para o trabalho têm duas a três vezes menos exposição à poluição do que as pessoas que usam o carro, portanto, sua função pulmonar é melhorada.

Câncer e ciclismo

Muitos pesquisadores estudaram a relação entre exercícios e câncer, especialmente câncer de cólon e mama.

A pesquisa mostrou que se você pedalar, a chance de câncer de intestino é reduzida. Algumas evidências sugerem que o ciclismo regular reduz o risco de câncer de mama.

Diabetes e ciclismo

A taxa de diabetes tipo 2 está aumentando e é um sério problema de saúde pública.

A falta de atividade física é considerada a principal razão pela qual as pessoas desenvolvem essa condição. Uma pesquisa em grande escala na Finlândia descobriu que as pessoas que pedalavam por mais de 30 minutos por dia tinham um risco 40% menor de desenvolver diabetes.

Lesões ósseas, artrite e ciclismo

Andar de bicicleta melhora a força, o equilíbrio e a coordenação.

Também pode ajudar a prevenir quedas e fraturas. Andar de bicicleta é uma forma ideal de exercício para quem sofre de osteoartrite, porque é um exercício de baixo impacto que causa pouco estresse nas articulações.

Doença mental e ciclismo

Condições de saúde mental como depressão, estresse e ansiedade podem ser reduzidas andando de bicicleta regularmente. Isso se deve aos efeitos do próprio exercício e ao prazer que andar de bicicleta pode trazer.

Cuidados ao se andar de bicicleta

De acordo com a estimativa da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), Santos tem mais de 35 mil viagens de bicicletas por dia.

Atualmente a cidade conta com 58,3 quilômetros de ciclovia, um bom número, em termos comparativos seria quase a mesma distância entre o município e Diadema, distante pouco mais de 60 quilômetros.

Ao todo, são 27 pistas em uso, sendo a da orla, a maior com 4,9 quilômetros, seguida da Afonso Pena que tem 4,5 km e a da Pinheiro Machado (Canal 1) com 3,5 km. Nos últimos 7 anos, foram investidos R$ 24,4 milhões em ciclovia na Cidade.

No entanto, os ciclistas estão enfrentando dificuldades nas ciclovias de Santos, com exceção da orla da praia, sempre reformada. Já as demais faixas exclusivas para as bicicletas têm algum problema de manutenção, como ondulações em razão das raízes das árvores, buracos, falta de sinalização, ausência de vegetação ou mato alto.

Além disso,  pedestres e ciclistas, bem como muitos motoristas, ignoram rotineiramente os sinais vermelhos.

Ou seja,  pedestres frequentemente se lançam no meio da quadra entre os carros estacionados e parecem presumir que estes conseguirão parar a tempo de evitar atingi-los.

Uma complicação adicional: muitos ciclistas, andam de bicicleta (com ou sem luz a seu favor), olhando para o telefone ou usando fones de ouvido.

A dica da Mega é que  os ciclistas aprendam a se proteger melhor.

Muitos viajam com roupas escuras, mesmo à noite, sem luzes ou capacetes. Os coletes reflexivos, luzes no capacete são acessórios indispensáveis para viajar de forma segura.

Por Kelma Yaly

Consultora de Marketing de Conteúdo e Performance para Mega Imagem.